Arquivo do autor:Helton dos Santos

Sobre Helton dos Santos

Tenho 31 anos, moro em Botucatu, com minha namorada e 3 gatos. Gosto de andar de moto, apesar de estar rodando pouco ultimamente. Também gosto de jogos, eletrônicos ou não e de artes marciais japonesas.

Vídeo de ataques do Aikido

Uma das minhas primeiras postagens foi de ilustrações de técnicas básicas de Aikido, incluído aí os ataques que o Uke executa sobre o Tori/Nage. Você pode relembrar aqui. A maior vantagem das ilustrações é poder imprimi-las e estuda-las sempre que quiser. Mas nada é tão didático quanto um vídeo, e achei um muito bom, do canal Aikido Coimbra.

Apenas relembrando o óbvio, não se aprende Aikido em vídeos ou livros! Continuar lendo

Ne waza no Judô

Existe todo um mimimi de que o Kodokan Judô não tem Newaza, ou de que ele é pouco eficiente, incompleto, falho, coisas assim. Sem desmerecer o BJJ, que levou o newaza para outro nível, de fato, por ter escolhido se especializar nesta área, mas o Judô tem e sempre teve sim um Newaza eficiente e completo. Em livros antigos podemos encontrar ilustrações de muitas técnicas, várias delas inclusive que sempre foram proibidas nas competições do Kodokan, como as chaves de perna (ashi kansetsu).

“Mas então cade os Judokas que fazem isso?”, você me pergunta. E eu respondo: são poucos mesmo… A maioria dos mestres de Judô, ao longo da história, sempre preferiu focar o Tachi waza (ou Nage Waza para ser mais específico). E, bem… tem a polêmica declaração que vou dar agora, sem o minimo desejo de causar tretas… mas os Gracie da primeira geração são ótimos exemplos de JUDOKAS que faziam isto… (qualquer coisa, de uma relembrada neste texto).

Os vídeos a seguir apresentam uma boa visão do Continuar lendo

Promoção

Neste último domingo (dia 11/09/2016) estive na sede da FEPAI, em São Paulo, prestando exame para o 4º kyu de Aikidô (faixa roxa). Fiquei um BOM tempo na faixa amarela, por diversos motivos não pude fazer o exame antes, o que foi uma pena. O lado bom é que tive bastante tempo para treinar e pude realizar uma boa apresentação para a banca de examinadores. Aparentemente eles gostaram do que viram – e não só da minha apresentação, como a de todos os outros Dohai que prestaram exame junto comigo. No total três foram promovidos ao 3º kyu e três ao 4º kyu.

O exame em si foi Continuar lendo

Sokaku Takeda, o demônio dos Aizu

Nascido em 10/10/1859, em Fukushima, membro do clã Aizu, clã samurai famoso por sua valentia e técnica marcial, era o segundo de quatro irmãos. Seu pai, Sokichi Takeda, possuia conhecimentos em lança, bastão longo (Bo) e espada, além de Sumô, e ensinou o que sabia aos filhos. Depois vira Uchi deshi de um mestre de armas em Tokyo, chamado Kenkichi Sakukibara, do Jikishinkage Ryu, que lhe ensina Kenjutsu, Bojutsu, lança, arco-e-flecha, Kusarigama e Naginata. Já aos 16 anos, Continuar lendo

Oss?

No Karatê é bem comum que os praticantes cumprimentem-se com um Oss. Mas até tempos atrás, nunca tinha visto isto fora do Karatê. Pra ser sincero, estranhava ver os karatekas fazendo este cumprimento. Um amigo meu treinava Karatê, anos atrás, e as vezes eu ia assistir as aulas, e via eles usando ‘Oss’ toda hora. Na época eu treinava Judô, e lá usávamos, praticamente nas mesmas ocasiões, o ‘Onegai Shimass’, que significa ‘Por Favor’. O que seria o tal do Oss então? Vi numa revista que era uma abreviação de Onegai Shimass e, na época, me contentei com isto. Criei o costume de quando cumprimentar praticantes de Karatê falar Oss, e praticantes de Judô Onegai Shimass – embora só se use o Onegai Shimass antes de se treinar com o outro, e use-se Domo Arigato Gozaimass após o treino, enquanto que Karatekas falam Oss antes do treino, depois do treino, Continuar lendo